A Nova Onda da Economia Digital

Tempo de leitura: 5 minutos

Jon Rimmerman ganha 30 milhões de dólares por ano vendendo vinho por email. Pessoas físicas estão ganhando R$ 300 mil por ano vendendo conhecimento. São casos que ilustram os efeitos da Onda da Economia Digital. Essa onda ocorre há 10 anos nos Estados Unidos, e chega agora (dois anos) no Brasil e, como aconteceu com as ondas anteriores, a maioria das pessoas não conseguirá enxergá-la até que tenha passado. Elas vivem na onda antiga.

A Internet criou o paradoxo do baixo risco e alto retorno, que mantém ressabiados os empreendedores da Era Industrial. Tempo não é mais sinônimo de dinheiro. O antigo medo de fracassar, imposto pela rigidez da velha onda, pode ser o último véu que separa você das liberdades financeiras, de tempo e geográfica.

Clique aqui e conheça o arauto e a proposta da Nova Onda da Economia Digital

UMA ECONOMIA DEMOCRÁTICA E SEM PRECONCEITO

Pessoas físicas, empreendedores, empregados, autônomos, micro e médio empresários, todos podem surfar nesse novo momento da economia mundial. Você pode utilizar o mundo digital para turbinar a exposição e venda de produtos físicos ou simplesmente promover o éter do conhecimento através da venda de infoprodutos seus e de terceiros. A nova Sociedade da Informação traz no bojo a oportunidade de um trabalho totalmente flexível em termos de tempo e espaço.

Além disso, o negócio é seu, não há limitações por conta da idade, sexo, restrições físicas ou qualquer outro dos impedimentos que o mercado concreto impõe aos candidatos. Você pode começar sozinho(a), apenas com seu tempo e trabalho iniciais e chutar pra longe a angústia de ver seus sonhos perdidos nas gavetas.

Clique aqui e conheça o arauto e a proposta da Nova Onda da Economia Digital

TEMPO, DINHEIRO, LIBERDADE

iJumper

Empreenda! Tenha seu próprio negócio. Pare de trabalhar para enriquecer os outros. A oportunidade que a Economia Digital traz é a liberação de tempo, seu tempo, o tempo precioso de sua vida que, depois de gasto, não se renova. Tempo é o novo dinheiro. A escravidão ao trabalho e à empresa, a falta de recursos e o medo da falência são fantasmas da Era Industrial e foram sublimados pela contração do espaço no Mercado Digital. O notório princípio da alavancagem torna-se real nesse novo campo de negócios. O antigo desejo de ganhar dinheiro dormindo não mais é balela. Tempo é mais do que dinheiro, é viver, é família, amigos; os processos automáticos de geração de renda existentes na Internet liberam tempo e geram dinheiro. Isso traz liberdade financeira, temporal e espacial.

Clique aqui e conheça o arauto e a proposta da Nova Onda da Economia Digital

BAIXO INVESTIMENTO, BAIXO RISCO, BAIXA CONCORRÊNCIA E ALTO RETORNO

Nunca antes o cenário se mostrou tão atraente. Matéria-prima, produção, marketing, logística, venda, entrega, relacionamento, tudo encolhido, mapeado em circuitos digitais. O tecido material fez páreo  no tecido virtual. Produto é infoproduto. Vende-se por email. Entregam-se bits. Mesmo com produtos físicos, a grande feira virtual agrega milhões de olhos sobre o que você promove.

O medo de empreender, de falhar, curva-se ao ânimo gerado pelo baixo investimento, baixo risco, baixa concorrência e alto retorno. O investimento em negócio e marketing online paga-se rapidamente. É um mercado onde não se vê crise e, se você é empregado, não precisa largá-lo até que sua receita online permita.

Clique aqui e conheça o arauto e a proposta da Nova Onda da Economia Digital

AUTOMATIZAÇÃO E ABRANGÊNCIA

Seja com produtos ou com infoprodutos, a automatização e a abrangência trazidas pelo piloto automático digital dispensam a necessidade do “olho do dono”  o tempo todo em cima do negócio, sem perder a qualidade do empreendimento. A tecnologia, especialmente os recursos digitais, criam um mecanismo escalável e perpétuo com pouco esforço. A abrangência de um negócio digital alcança muito mais do que uma vizinhança ou uma cidade, ela extrapola para o mundo inteiro.

Já existem modelos, métodos, fórmulas, franquias, tudo pronto e automatizado. Basta aplicar no segmento que você desenvolve. A receita aumenta e muito, já que não existe o limite de crescimento observado nos negócios tradicionais! A margem de lucro de um empreendimento digital é fora do comum! 60% de lucro é lugar comum.

Clique aqui e conheça o arauto e a proposta da Nova Onda da Economia Digital

PEGUE A ONDA DA ECONOMIA DIGITAL AGORA!

iJumper negócio onlineAgora, muito mais pessoas podem ter sucesso empreendendo. A Economia Digital cresce 10 vezes mais do que o próprio país. Esta geração experimenta hoje a oportunidade de parar de alimentar o sistema e fugir do desespero da falta de dinheiro e da opressão de ter que trabalhar para que os outros enriqueçam.

A proposta dessa nova onda parece mesmo surreal com o paradoxo do baixo risco e alto ganho, mas a Era da Informação transformou todos os conceitos econômicos.  Você precisa rever a maneira como enxerga a dinâmica do mercado e compreender a sublimação que a Onda da Economia Digital carrega para não ficar se perguntando, daqui a dois anos, “o que foi que aconteceu?”.

Clique aqui e conheça o arauto e a proposta da Nova Onda da Economia Digital


Blog Instantâneo Gustavo Freitas

1 Comentário


  1. Aqui no Brasil, a melhor empresa para trabalhar com produtos digitais é o Hotmart.
    em tempos da nova era digital, os produtos digitais são uma boa escolha.

    Responder

Deixe o seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *