As Métricas do Email Marketing

Avaliar o desempenho de seu email marketing refere-se principalmente a comparar as várias campanhas de emails que você lança para descobrir tendências e padrões que melhor funcionem. É dever de seu provedor de serviços de emails (ESP) fornecer as métricas.

TAXA DE REJEIÇÃO

É a porcentagem do total de emails enviados que não puderam ser entregues às caixas de entrada dos destinatários (bounce). (Não confundir com o termo sinônimo referente aos visitantes que chegam ao blog e saem de imediato.) A taxa de rejeição pode ser hard ou soft.

TAXA DE REJEIÇÃO SOFT

A taxa de rejeição soft refere-se aos emails que não puderam ser entregues naquele momento, mas que são armazenados para futura entrega (soft bounces).

Pode ocorrer, por exemplo, quando a caixa de entrada do destinatário está cheia. Esvaziada a caixa, o email é entregue.

TAXA DE REJEIÇÃO HARD

A taxa de rejeição hard refere-se aos emails que jamais serão entregues por causa de erros graves: emails inválidos, fechados, não-existentes. São os hard bounces.

IMPORTANTE! Você deve retirar os emails com taxa de rejeição hard imediatamente de sua lista, pois os provedores de serviços de Internet (ISPs) utilizam a taxa de rejeição de email como uma dos principais fatores para avaliar a reputação de um remetente no que diz respeito à prática de spam. Excesso de emails com hard bounce indicam um spammer.

TAXA DE ENTREGA

É a porcentagem de emails entregues de imediato. O cálculo é feito subtraindo-se a quantidade de emails não-entregues (hard e soft) do total de emails enviados. O resultado é dividido pelo total de emails enviados.

Sucesso nessa métrica significa uma taxa de entrega de 95% ou maior. Menos do que isso pode indicar problemas com a lista, tais quais excessiva quantidade de emails inválidos.

Nesse caso, examine o assunto e o corpo da mensagem. Talvez algum elemento tenha sido sinalizado como spam por firewalls ou ISPs, causando o aumento de emails bloqueados.

TAXA DE CRESCIMENTO DA LISTA

Mede quão depressa sua lista de emails está crescendo.

Calcula-se pegando o número de novos assinantes no mês e subtraindo-se os hard bounces e os opt-outs (pessoas que saíram da lista por desejo próprio). Divide-se esse resultado pelo tamanho original da lista.

Uma lista de email marketing saudável deve acrescentar novos emails continuamente. Com o passar do tempo, muitos dos emails da lista tornam-se “ruins” por que as pessoas trocam seus emails, mudam de provedor ou simplesmente esquecem seu login e senha.

Segundo a Marketing Sherpa, um taxa de crescimento anual de 25% ou maior é o ideal. Portanto adicione novos subscritores continuamente à sua lista.

TAXA DE CLIQUES (CTR)

É a porcentagem da audiência que clicou em um ou mais links contidos nos emails enviados. A taxa de cliques é calculada dividindo-se o total de cliques pelo número de emails entregues.

CTR é uma das pedras angulares das métricas do email marketing, porque informa se a mensagem é relevante e suficientemente convincente para levar o destinatário a tomar uma ação.

CADA FORMATO DE EMAIL APRESENTA SEU PRÓPRIO CTR

Dependendo do tipo de email enviado, a taxa de cliques varia bastante. Mensagens transacionais apresentam taxas de cliques maiores do que mensagens de newsletters, que, por sua vez, possuem taxas de cliques maiores do que mensagens promocionais. 

Isso significa que você deve analisar as taxas de cliques separadamente para cada tipo de email marketing.

TAXA DE COMPARTILHAMENTO E ENCAMINHAMENTO DE EMAIL

Mede a porcentagem de destinatários que clicaram no botão “compartilhe isto” para postar o conteúdo do email em redes sociais ou clicaram no botão “encaminhe para um amigo”.

Claro que você deve cuidar para que estes botões estejam presentes no texto dos emails enviados. Essa taxa é outro fator que mede a relevância e o poder de convencimento das mensagens que você envia. 

Além disso, ela possui caráter viral, aumentando o alcance de sua mensagem.

Observe quais tipos de mensagens são mais compartilhadas e encaminhadas e planeje suas próximas campanhas.

TAXA DE CONVERSÃO

É a porcentagem de destinatários que clicaram em um link dentro de um email e completaram uma ação esperada, tal qual preencher um formulário de página de captura ou comprar um produto.

Quanto maior essa taxa, mais relevante e convincente o brinde que você ofereceu à sua audiência. Obviamente esta medição depende também de fatores externos ao email. Valores baixos para essa taxa indicam uma página de captura que precisa ser otimizada. Verifique o texto do headline da página ou sua redação.

Se o processo de capturar os dados do visitante for complexo ou desajeitado, isso interfere também na conclusão do preenchimento do formulário.

Para realizar essa medição, você precisará integrar sua plataforma de email e seu Google Analytics, através de links de rastreamento que identifiquem de que campanhas de email vieram os cliques.

Saiba mais sobre email marketing.

CONCLUSÃO

Taxas de rejeição, entrega, crescimento da lista, CTR, compartilhamento e conversão são métricas do email marketiing.

Fique de olho no hard bounce, emails bloqueados, crescimento da lista, relevância (CTR) e páginas de captura (conversão).

E VOCÊ?

Você fica de olho nas métricas do email marketing? Será que você não é um spammer e não sabe? Conte pra nós sua experiência com as taxa de email marketing da ferramenta que você usa. Deixe suas dúvidas nos comentários abaixo.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.